sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

NEM MEL, NEM CABAÇA: Juiz decide sobre disputa política em Bacabal

Do Blog do Louremar Fernandes.

Posse de Zé Vieira é declarada válida e eleições para a presidência da Câmara foram anuladas


O juiz Marcelo Silva Moreira decidiu na manhã desta sexta-feira (27), a disputa pela Câmara Municipal de Bacabal.

As duas eleições foram consideradas nulas, tanto a que elegeu o vereador Cesar Brito quanto a que elegeu o vereador Edvan Brandão. 

Outro aspecto da decisão foi sobre a legalidade da posse do prefeito José Vieira Lins. O juiz Marcelo Silva declarou "válida, com efeitos retroativos, a posse de José Vieira Lins e de Raimundo Florêncio Monteiro Neto, nos cargos de Prefeito e vice-prefeito". 

Posse dos vereadores Maninho e e Joãozinho do Algodãozinho não valeu

A decisão judicial é declaratória quanto à posse dos vereadores de Bacabal. Todos foram declarados empossados, com exceção de João Garcez Filho, vulgo "Maninho" e João da Cruz Rodrigues, vulgo "Joãozinho do Algodãozinho".

A posse do suplente Raimundo Cleudo Feitosa, no cargo de vereador

Nova eleição será dia 3 de fevereiro

O presidente da Câmara a partir desse instante é o vereador Irmão Leal, por ser o mais idoso dentre os eleitos. Ele presidirá a nova eleição a ser realizada no dia 3 de fevereiro, na Câmara Municipal, para escolha da Mesa Diretora do Poder Legislativo. 

Foto: Editor do blog com o juiz Marcelo momentos após a decisão. Crédito: Jose de Castro

Um comentário: