quarta-feira, 9 de outubro de 2019

Roberto Costa acompanha primeira emissão do RG que inclui prioridade aos diabéticos do Maranhão...



O deputado estadual Roberto Costa (MDB) junto com a presidente do Viva/Procon, Adaltina Queiroga, acompanharam Emilson Cardoso e Ricardo Carioca que são diabéticos, a incluírem no seu RG, a comprovação de prioridades em filas de Instituições financeiras, estabelecimentos comerciais e órgãos públicos. O ato aconteceu na tarde da última quarta-feira (8), no Viva da Beira Mar, em São Luís. 

Roberto Costa destacou a importância da Lei 11.056 da sua autoria, que dá prioridade aos diabéticos, em filas de bancos, farmácias, supermercados, órgãos públicos e outros estabelecimentos públicos ou privados. 

"É uma Lei de iniciativa popular de grande importância para milhares de pessoas que tem diabetes no Maranhão. Muitos, todos os dias, enfrentam filas de supermercados, de bancos, clínicas, órgãos públicos e passam horas para serem atendidos. O que resulta em grandes perigos para o diabético, pela falta de alimentação, e, muitas vezes, precisam de glicose ou insulina com urgência, caso contrário, podem entrar em coma diabético. Para evitar essa problemática, todos podem inserir no seu RG e apresentar nestes locais citados para ter direito ao benefício", disse Roberto Costa. 





Emilson Cardoso destacou a importância da Lei, e ressaltou que, desde que foi promulgada, já utiliza o benefício.

"Acompanho esse projeto desde que foi apresentado pelo deputado Roberto Costa, que vem lutando há um tempo. Desde o dia 3 de julho, deste ano, quando foi promulgada, já me benefício desta Lei. Nós diabéticos só temos que agradecer. De fato, passávamos horas numa fila, onde necessitávamos de atendimento prioritário, caso contrário, vem o desmaio e a necessidade de aplicação de glicose ou insulina, e, na maioria das vezes, esse tipo de atendimento não é encontrado", disse Emilson Cardoso. 

Adaltina Queiroga ressaltou que os diabéticos que tiverem interesse em incluir a prioridade no seu RG, basta ir ao Viva/Procon mais perto. 

"Pode ser em qualquer Viva/Procon mais perto, basta levar o laudo médico de um endocrinologista, RG atual, certidão de nascimento e casamento e pagar uma taxa no valor de R$ 32.83. Esses documentos são obrigatórios para a emissão do RG. Além dessa iniciativa, ainda iremos fazer uma campanha de conscientização nos estabelecimentos comerciais, instituições financeiras e órgãos públicos", disse Adaltina Queiroga.

O deputado Roberto Costa ainda concluiu afirmando que, de acordo com a Lei, o diabético tem duas formas de comprovar a prioridade nas filas, através de atestado médico que comprove a doença ou incluindo em seu RG.