PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

terça-feira, 31 de julho de 2018

Com o mandato cassado; ex-prefeito Zé Vieira e seu grupo chegam a um acordo coeso e escolhem César Brito como pré-candidato a prefeito na eleição suplementar de Bacabal


Com o mandato de prefeito cassado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), grupo de Zé Vieira (PP), seguiu as últimas semanas com uma indecisão, um nome a altura do ex-prefeito para concorrer ao cargo de prefeito municipal na eleição suplementar que se aproxima.

É notório e o eleitorado bacabalense sabe das divergências dentro do grupo político do ex-prefeito cassado Zé Vieira

Em junho deste ano, o ex-prefeito de Bacabal, Zé Vieira (PP), teve seu mandato cassado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em Brasília. A decisão foi unanime entre os ministros, que determinaram a realização de uma nova eleição suplementar em Bacabal.

Essa derrota no TSE caiu como um balde de água fria nas pretensões daqueles que cercam, ou, que cercavam o ex-prefeito, os que de fato mandavam e desmandavam nos cofres da prefeitura municipal.

Olhando por esse lado, e sabendo da força que o nome de Vieira tem dentro de Bacabal, hora! A população sabe que Zé Vieira, o antigo “osso duro de roer”, já entrou para a história do município como sendo o melhor prefeito deste município. Entretanto, quem, quem poderia ter o nome a altura de disputar a eleição suplementar representando Zé Vieira?

Vamos aos nomes;
Jaime Rocha.
Jaime Rocha – Capataz do ex-prefeito, diretor da TV Mearim, de propriedade de Zé Vieira, gerente de suas fazendas, comandou há pouco tempo à tesouraria da Secretaria Municipal de Educação de Bacabal.  

Vale lembrar que antes das campanhas de 2016, Jaime Rocha nem era conhecido da população bacabalense, logo depois de janeiro de 2017, quando Vieira já estava como prefeito (mesmo sem ser), o povo passou, a saber, e conhecer quem era Jaime Rocha, o braço direito do ex-prefeito, até mais que Patrícia Vieira.

Patrícia Vieira.
Patrícia Vieira – Ex-primeira dama do município de Bacabal, ex-candidata a deputada estadual derrotada nas eleições de 2014. ela fez uma mensagem de despedida e publicou em sua página do Facebook na internet, dizia que se sentia envergonha porque se doou ao povo de Bacabal e não foi eleita deputada, e que iria embora para outro estado juntamente com seu marido. O resultado, todos já sabem.

Despedida de Patrícia Vieira em 2014.
Florêncio Neto.
Florêncio Neto – Ex-vereador, ex-vice-prefeito cassado, Florêncio Neto é um jovem político bacabalense, chegou a assumir a interinidade do cargo de prefeito quando Zé Vieira foi afastado, mas, não teve pulso suficiente para tomar decisões como o gestor do município.

Vereador César Brito.
César Brito – César Brito está exercendo seu primeiro mandato como vereador de Bacabal, há alguns dias, sua assessoria de comunicação, informou que o mesmo estaria se licenciando do cargo pelo prazo de 120 dias, assumindo, o suplente, Feitosa. 

Entretanto, agora pouco, a reportagem do Blog do Vanilson Rabelo, obteve informações de que, César Brito, foi o nome escolhido, dentro do grupo do ex-prefeito Zé Vieira, para encabeçar a chapa e ser o candidato a prefeito de Bacabal na eleição suplementar, onde, Florêncio Neto (PHS), será mais uma vez, candidato a vice-prefeito de Bacabal. 

De acordo com as informações, a convenção que irá escolher César Brito e Florêncio Neto como candidatos a prefeito e a vice, respectivamente, será realizada no próximo sábado (04), na AABB de Bacabal. 

Desentendimento dentro do grupo de Vieira.

Recentemente, vazou um desabafo feito por uma pessoa muito próxima a Zé Vieira, através do desabafo, fica claro que as brigas dentro do grupo são mais sérias do que se imagine, porém, a imprensa atrelada ao ex-prefeito não divulgou nada a respeito, veja abaixo;



Zé Vieira nos braços dos filhos e netos curtindo a vida.

Por conta de política, muita coisa acontece, principalmente o desentendimento entre familiares, fato ocorrido dentro da família Vieira Lins, mas, ao que parece isso mudou, como mostram as fotos recentes de Zé Vieira, reunido com familiares, claro, com exceção de Jaime Rocha que não tem o mesmo sangue nas veias. 




Continua...

Redação/Vanilson Rabelo.