terça-feira, 20 de dezembro de 2016

CAOS NA SAÚDE: Roberto Costa solicita intervenção na Saúde Municipal de Bacabal



Assecom/Dep. Roberto Costa.
Em pronunciamento feito na Assembleia Legislativa, nesta terça-feira (20), o deputado Roberto Costa defendeu uma intervenção do Governo do Estado na Administração da Saúde municipal em Bacabal.

O parlamentar denunciou que a situação é caótica e que a população sofre com a falta de atendimento médico na cidade, por conta da paralização dos profissionais que estão há três meses sem receber salários. O deputado entrou em contato com o secretário Estadual de Saúde, Dr. Carlos Lula, relembrando o alerta que havia feito na tribuna da Assembleia Legislativa, no período que o Hospital Regional Laura Vasconcelos ía ser inaugurado.

Eu defendi junto ao secretário de Saúde, Dr. Carlos Lula, que o hospital da forma que ele estava sendo entregue com apenas 58 leitos, 10 de UTI e 48 leitos normais de enfermaria, não atenderia a estrutura necessária para aquela região. E na ocasião,  alertei sobre os problemas que a população poderia vim a sofrer com as consequências da má gestão do atual gestor, que nunca teve o compromisso com a saúde municipal”, relembrou.

O parlamentar sugeriu ao Secretário de Saúde do Estado, que assuma urgentemente a administração da Saúde Pública em Bacabal.

Liguei para o secretário Carlos Lula solicitando apoio para a solução desse problema, e ele prontamente, me confirmou que está encaminhando  uma comissão da Secretaria de Estado da Saúde, para averiguar a situação existente lá na cidade de Bacabal. Espero que o Secretário Lula, faça uma intervenção imediata para garantir o atendimento da população de Bacabal porque o Hospital Laura já está sobrecarregado, não tem mais leito para atender, não consegue mais comportar toda a necessidade hoje existente com o fechamento dos hospitais municipais”, afirmou Roberto Costa.

O peemedebista reclamou que a “situação calamitosa” está deixando a população sem atendimento médico de emergência e sem ter a quem apelar, pois, o prefeito, que seria a autoridade para receber a reclamação do povo e resolver a situação, simplesmente decidiu fechar os hospitais municipais, causando mais transtornos para a população.

É um absurdo o que está acontecendo em  Bacabal. Mais uma vez os funcionários pagam um preço alto e a nossa população, as crianças, as grávidas, os idosos, da cidade que precisam de um atendimento de emergência não estão sendo atendidos. Isso é uma irresponsabilidade que nós não podemos permitir, então eu faço esse apelo ao governo, para que haja imediatamente,  fazendo uma intervenção  na saúde de Bacabal. Inclusive, eu quero solicitar ao Ministério Público, que intervenha nessa situação e garanta o pagamento dos funcionários,  retornando desta forma, o atendimento para a população que tanto precisa em Bacabal”, lamentou Roberto Costa.

10 comentários:

  1. Fala sério deputado, quer dizer que agora o senhor que uma intervenção? Faça-me rir, antes o deputado nem ligava para os descasos que a cidade enfrentava, e agora quer fazer tudo. Cuidado pra não renunciar ao cargos e perder outro kkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ROBERTO SEMPRE FOI O UNICO QUE RECLAMOU E LUTOU PELO POVO DE BACABAL. AGORA ME DIGA UM SÓ TRABALHO DO CARLIM FLORENCIO DOMO DEPUTADO ESTADUAL E AINDA ESTÁ JUNTO COM O PREFEITO E ZÉ VIEIRA OPRIMINDO O POVO A ESTÁ SUJEITO ÀS NECESSIDADES BÁSICAS. SAUDE, EDUCAÇÃO, SALÁRIOS ATRASADOS....... E FLORENCIO NETO ? O QUE ELE REIVINDICOU PELO POVO DE BACABAL ? SÓ AQUELE ALUGUEL DO HOSPITAL QUE PRA NADA SERVE JÁ CALA A BOCA. dEIXA DE SER IMBECIL RAPAZ. BACABAL TÁ AGONIZANDO.

      Excluir
  2. Essa pessoa q fez este comentario e um desinformado, Roberto Costa sempre falou na tribuna sobre os descaso de Bacabal...cade Carlinho florencio, Rigo Teles, Ah me compre um bode...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. isso mesmo. além de desinformado. deve ser um daqueles que está ostentando com dinheiro da saude, educação, obras, limpesa e da campanha de zé veira. deve ser um da turma dos florencios também.

      Excluir
  3. CARLINHOS FLORÊNCIO É FARINHA DO MESMO SACO, VOCÊ ACHA QUE ELE VAI FALAR CONTRA UM GOVERNO QUE PAGA A FAMÍLIA DELE E A ELE, UM ALUGUEL DE R$ 300 MIL MENSAL? QUE NADA ELE FICA CALADINHO AI DEPOIS VEM COM AS CARAS LAMBIDAS QUERENDO VOTOS, GENTE ACORDEM VAMOS PARAR DE SER BESTA E COLOCAR PESSOAS REALMENTE COMPROMETIDAS COM NOSSA CIDADE E O BEM DA COLETIVIDADE, E NÃO SOMENTE QUEM QUER ENRICAR A FAMÍLIA AS CUSTA DO DINHEIRO PÚBLICO, SE HOUVER OUTRA ELEIÇÃO PARA PREFEITO DE BACABAL REPENSEMOS BEM ANTES DE DIGITAR O BOTÃO DE CONFIRMAR.

    ResponderExcluir
  4. Respostas
    1. CARLIM FORENCIO E ESSE RIGO TELES QUE O MANIM PEDIA VOTO PRA ELE . ONDE STÃO PRA MERTER O PAU NESSA ADMINISTRAÇÃO. CORRUPTA E DESASTROZA. ?

      Excluir
    2. BACABAL TERÁ PREFEITO “TAMPÃO” ELEITO PELOS VEREADORES

      A Justiça Eleitoral diplomou nesta quinta-feira, 15, os vereadores eleitos e suplentes do município de Bacabal. Por enquanto, a cidade não tem prefeito e começará o ano sem um gestor, devido ao indeferimento do registro de candidatura de Zé Vieira (PP), o mais votado em outubro. O presidente da Câmara deverá assumir a prefeitura provisoriamente, até que o Tribunal Superior Eleitoral defina a situação. Neste caso é previsto realização de eleição suplementar.

      Quem está de olho na vaga, e é o grande favorito a virar prefeito interinamente, é o atual presidente da Câmara, Manuel da Concórdia (PTN), que buscará a reeleição. Também na disputa está o empresário César Brito (PPS), eleito para seu primeiro mandato.

      Com a indefinição, o candidato derrotado Roberto Costa (PMDB) e o senador João Alberto articulam a candidatura de um vereador aliado para a Presidência da Câmara para servir mandato tampão. Costa está confiante que a justiça irá barrar o registro de candidatura de Zé Vieira, e assim ele seja declarado prefeito eleito de Bacabal.

      O certo é que o município começará o ano dirigido por um “prefeito tampão” e a situação só deve ser resolvida em fevereiro, após o recesso dos ministros do STF.



      Redação Marrapá


      Excluir
  5. não confio nesses judiciário .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É . DÁ MANEIRA QUE ANDAM AS COISAS NÃO DÁ MESMO.

      Excluir