PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

sexta-feira, 13 de abril de 2018

Bacabal em versos tortos: por Joab Ricardo (O Lobo)


Bacabal em versos tortos por Joab Ricardo (O Lobo).

Bacabal dos abreus, do breu que cobre as esperanças em noites de desilusões...

Bacabal da Bacaba, de uma fé que nunca se acaba mesmo diante do vazio dos dogmas e das crenças sem fundamentos...

Bacabal e sua miscigenação cultural, da arte feita nas ruas, do talento nunca visto no espelho do retrovisor de quem te governa. Bacabal onde sonhos ficaram à beira da estrada, pedindo carona a sua própria carruagem...

Bacabal das enchentes, onde o cheiro de gente se confunde nos abrigos e nos currais.

Bacabal das casas de taipas, onde disseram que o povo gosta de morar, Bacabal que ainda esperar a tal casa de andar...

Andar sem rumo, sem direção, sem norte... Apenas a espera da sorte, que nunca chega.

Por Joab Ricardo (O Lobo).