PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

quinta-feira, 26 de abril de 2018

Em Bacabal, gestão pífia da prefeitura gera críticas na população: Povoados inteiros abandonados, 90 % das ruas esburacadas, UBS's jogadas às traças

Capataz Jaime Rocha e Zé Vieira (PP).

A gestão considerada medíocre da prefeitura de Bacabal, gera descontentamento popular e provoca críticas virulentas da população contra as péssimas condições das vias públicas.

Há pouco mais de um ano e quase quatro meses à frente da prefeitura de Bacabal, o prefeito interino Zé Vieira (PP), ainda não conseguiu transformar suas promessas em realidade. Por isso, o munícipes não têm muito o que comemorar.

Bacabal, uma das maiores cidades do estado do Maranhão não passa por um bom momento. Tem várias obras paradas, ruas cheias de buracos, lixo e mato nos logradouros da cidade, sem falar nos problemas relacionados à saúde pública. Desde que tomou posse, em um evento marcado por falhas e com direito a spray de pimenta, Zé Vieira ainda não conseguiu alavancar sua gestão, não que ele não queira, é que, alguns que o rodeiam não deixam.

De todas as promessas feitas em campanha, uma delas seria a imediata recuperação da malha viária do município. Até agora, as ações têm se restringido a raspagem e operações "tapa-buracos". Como já foi publicada por este blog, a limpeza da cidade também vem gerando reclamação da população.

As reações são provenientes dos péssimos serviços realizados em vários bairros. O lixo e entulhos ficam amontoados às margens das ruas e avenidas, o que vem tirando o sossego dos moradores que temem o aparecimento de bichos peçonhentos e ratos, (veja aqui).

Há um velho ditado que diz; "uma mentira repetida mil vezes torna-se verdade". Ou seja, mesmo Zé Vieira continuando afastado do cargo de prefeito de Bacabal, sua assessoria repetiu tantas vezes que acabou ofuscando o brilho do jovem Florêncio Neto (PHS), que há bem pouco tempo respondia pela titularidade do cargo, inclusive enviando um ofício ao presidente da Câmara Municipal, vereador Edvan Brandão (PSC), assinando e confirmando que era o prefeito. 

mesmo depois de ter sido afastado pela Justiça, o correto seria que Vieira corrigisse os rumos de sua gestão, para aprender com os erros cometidos no primeiro semestre de 2017. Vale lembrar que, é grande o descontentamento de boa parte da população, que esperançosa, ainda aguarda respostas sobre as promessas feitas durante a campanha eleitoral de 2016. 

Panela que muitos mexem não toma tempero.


A gestão do governo Vieira está longe de realmente acertar e ter um direcionamento.

É visível para toda população bacabalense que existem muitas falhas, mas, o que se observa por ter acesso a pautas de reuniões e sempre questionando e indo atrás de resultados para o que se é cobrado, é que a equipe [de governo] tem todo interesse de acertar, mas, alguns entraves ainda impedem esses avanços.


Entre os graves problemas encontrados na gestão Vieira, destaque para a má conservação das vias principais e secundárias. As ruas dos bairros distantes do centro da cidade, por exemplo, não recebem a atenção do poder público municipal e estão todas esburacadas. Com isso, o sofrimento da população carente quadruplica.


Sempre tem quem acha bom.


É bom lembrar que ao contrário do que alguns poucos acham, o Blog do Vanilson Rabelo não “bate”, não achincalha, e nem tem nada contra a pessoa do Sr. Prefeito ou ex-prefeito afastado (como assim queiram), Zé Vieira. Pelo contrário, o que essa ferramenta de informação denominada Blog do Vanilson Rabelo faz é questionar, mostrar, e tentar junto às autoridades do município, buscar benefícios para o sofrimento de grande parte da população bacabalense.





As últimas três imagens é da estrada vicinal que dá acesso ao povoado Bom Princípio, que encontrasse abandonada pelo governo de "ordem e respeito" desde o último verão, alunos que residem no povoado e que estudam em Bacabal estão perdendo aulas por causa da incompetência da prefeitura. Mas, "quem sabe depois do inverno...", afinal é assim que alguns vereadores de situação falam.

Redação/Vanilson Rabelo.