PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

quarta-feira, 10 de outubro de 2018

Informações sobre tentativas de sequestros de crianças em Bacabal, tem deixado várias famílias aflitas

Imagem da Internet.
Textos, áudios e várias informações relatando as tentativas de sequestros de crianças em bairros diferentes de Bacabal, estão circulando há pelo menos uma semana no município e, isso, tem aterrorizado os pais.  

De acordo com as informações, as vítimas são crianças, na maioria das vezes que estão trafegando sozinhas e sem o acompanhamento de um adulto. 

Uma das denúncias ocorreu na manhã da última segunda-feira (08). De acordo com os relatos, uma criança de 12 anos foi perseguida por homens que estariam em um veículo de cor vinho. No trajeto, que seria do bairro Setúbal à Estrada da Bela Vista, já nas proximidades da fábrica de sabão, o jovem foi segurado pela camisa por um homem de pele branca e usando óculos escuros, porém, o mesmo conseguiu se soltar e saiu em disparada pedalando sua bicicleta rapidamente. Chegando à estrada da Bela Vista, o carro com os suspeitos o deixou de persegui-lo. Uma reportagem foi produzida pela equipe da TV Difusora canal 02, afiliada ao SBT.

Não é a primeira vez que informações como essas são repassadas...

Há cerca de um mês, a mesma informação foi repassada através das redes sociais, uma mãe, gravou um áudio que rapidamente foi compartilhado milhares de vezes, no relato, ela diz que sua filha teria sido abordada por homens com as mesmas características, em um carro e que os mesmos a teriam oferecido bombons e a convidado para entrar no veículo, o fato foi registrado no Residencial Terra do Sol.

Outro caso...

Na manhã desta terça-feira (09), compartilharam também algo parecido, uma criança teria sido supostamente sequestrada, inclusive, áudios de uma professora chegaram a circular nas redes sociais falando sobre o caso.

Diante de tais informações, é importante que os pais ou responsáveis, fiquem atentos a qualquer movimentação suspeita, caso note a presença de estranhos, entre em contato com a Polícia Militar. 

Redação/Vanilson Rabelo.