sábado, 9 de março de 2019

SÃO LUÍS GONZAGA-MA: Possível união entre a ex-prefeita Maria José e Dr. Bismarck Salazar para eleição de 2020; tem tirado o sono da atual gestão e demonstrado o medo de asseclas e pessoas aliadas ao prefeito...

Dr. Bismarck Salazar a Maria José Carvalho; fortes nomes da oposição ao prefeito Dr. Júnior.

A gestão e sua base aliada, tem ao longo dos dias, demonstrado medo dos dois fortes nomes da oposição Gonzaguense ao atual gestor, Dr. Júnior (PDT).

O cenário político local, recentemente tem sido abastecido por uma série de factoides ligados ao nome da ex-prefeita de São Luís Gonzaga do Maranhão, Maria José Carvalho, e ao nome do renomado professor e advogado Gonzaguense, Dr. Bismarck Salazar. 

Isso de certa forma, tem caracterizado a tamanha falta de levar e encarar a coisa com seriedade - por pessoas que compõem o grupo que deveria passar credibilidade no que fala e escreve em favor de Dr. Júnior.

Lançam nomes, criam falsas notícias [fake news], emitem até pareceres jurídicos com o intuito de tentar passar a impressão de que a oposição, formada pelos nomes de Bismarck Salazar e Maria José, não terá candidato ou não tem nomes para disputar com o atual prefeito. 

Os factoides criados quase que diariamente, demonstra o grupo do prefeito Dr. Júnior não tá preocupado com os pré-candidatos; e sim, se "pelando" de medo. 

Analisando a política Gonzaguense, e em contato com especialistas políticos no município, a reportagem do Blog do Vanilson Rabelo chegou a uma conclusão; 

Perder para Dr. Bismarck Salazar e Maria José é até uma honra para o prefeito. Agora, com os pré-candidatos que se interessam pela disputa em 2020, conhecidos por não contar com muito apoio popular, que levarão o slogan de "lisos" para o pleito, e que também não contam com apoio de grupos de empresários por trás de uma possível candidatura, será uma total vergonha.

Por conta disso, e para evitar tal decepção, a turma paga com o dinheiro público, e diga-se de passagem, não é pouco, tentam de todas as formas passar para os Gonzaguenses que a oposição não terá como candidatos em 2020 nem Dr. Bismarck Salazar e Maria José, ou seja, nomes qualificados para barrar uma possível reeleição do atual gestor.  

Quando iniciou seu mandato em 2017, o prefeito contava com maioria na Câmara Municipal de Vereadores. Entretanto, agora em 2019, essa quantidade caiu bruscamente, isso, reflete a falta de articulação política do gestor e de sua equipe de Governo. 

A cada dia que passa, estão vendo a quantidade de aliados diminuindo, várias famílias, lideranças que não votam mais no prefeito, e não veem na contramão, nomes inexpressivos indo para o grupo do mesmo, como o ex-prefeito Gonzaga Fortes, hoje, com baixa popularidade na cidade a qual já foi o chefe do executivo. A debandada de ex-aliados, tem tirado o sono do prefeito e de seu grupo político, que não esperavam que algo dessa magnitude ocorresse tão cedo. 

A oposição está se articulando de forma silenciosa, e pelo que o Blog do Vanilson Rabelo apurou, nomes ainda não serão divulgados. A estratégia é correta, porém, na atual gestão de Dr. Júnior, os nomes mais fortes são de Dr. Bismarck Salazar e da ex-prefeita Maria José, se essa união se concretizar em 2020, Dr. Júnior correrá sérios riscos de não se reeleger, graças a ele mesmo, que já em seu terceiro ano de mandato, não cumpriu nem um terço do que foi prometido nos palanques na campanha de 2016. . 

Opinião do editor.

Como disse, a estratégia é correta, porque isso provoca uma situação de atordoamento. E tanto os asseclas como atrelados ao Governo Municipal Gonzaguense, ficam atirando para  todos os lados, sem ter um alvo fixo, para assim - direcionar toda sua carga. 

Redação/Vanilson Rabelo.