segunda-feira, 5 de abril de 2021

BACABAL: Vereador Dedê da Trizidela, semanas antes da queda, solicitou interdição da ponte metálica...

Jovem vereador e morador do bairro, Dedê da Trizidela, já tinha demonstrado preocupação com a ponte.


A queda da ponte metálica, sobre o Rio Mearim, que ligava o bairro Trizidela, ao centro de Bacabal, registrada na tarde do último domingo (04), deixou vários jovens feridos e teve como vítima fatal, o jovem de 22 anos, identificado como; Paulo Henrique Neves Galvão, morador da Avenida Mearim.

Porém, a situação, poderia ter sido evitada, se o pedido do jovem parlamentar Dedê da Trizidela, tivesse sido atendido pelas autoridades competentes.

Semanas antes da lamentável queda, e consequentemente, tragédia, pois tirou a vida de um jovem de 22 anos, o vereador Dedê foi acionado por dois moradores bairro, Filho Pescador e o Sr. Ariosvaldo, bastante preocupados com a situação estrutural da ponte. 

Após vistoriar toda a estrutura, e através de laudos técnicos, com registros de fotos, realizados pelos engenheiros civis; Rodrigo Pinheiro Lima e Highor Leonardo Santos Gomes Martins, em 10 de Março de 2021; foram constatados os seguintes problemas;

01 - corrosão pela ferrugem na estrutura;

02 - falta de corrimão na ponte;

03 - tábuas do assoalho podres e com rachaduras na estrutura central da ponte, "SENDO VISÍVEL O RISCO DE UMA TRAGÉDIA".

Através de suas ponderações para que a ponte fosse interditada, o vereador Dedê da Trizidela; argumentou que; 

"Diariamente, muitas pessoas se deslocam para o bairro Trizidela, através da ponte como acesso mais próximo, e que nela, havia uma estrutura que funcionava como limitador, na qual antes só era possível trafegar pela mesma pedestres, sendo que o limitador já não existia mais, com isso, motociclistas também estavam atravessando pela ponte. Aumentando ainda mais, o risco de DESMORONAMENTO DA ESTRUTURA".

Diante de todos esses riscos; o vereador Dedê da Trizidela, solicitou de forma imediata, a INTERDIÇÃO TOTAL DA ESTRUTURA.

O documento foi assassinado pelo vereador, e também pelo  1º Tenente do Corpo de Bombeiros, Sebastião Bastos Silva Filho, 

Veja nos dois documentos obtidos pela reportagem do Blog do Vanilson Rabelo, abaixo;




A pergunta agora é; porque essa interdição não foi realizada? Houve algum tipo de falha de comunicação? quem são os verdadeiros culpados?


OPINIÃO DO EDITOR: Neste momento difícil, principalmente para família das vítimas, vi e ouvi, várias pessoas apontando o dedo para político A e político B, porém, creio que esse é o momento certo para pensarmos e nos solidarizarmos com a família do jovem Paulo Henrique Neves Galvão, que lamentavelmente, teve sua vida encurtada pela tragédia da ponte metálica. Esse também não é o momento para tentar "culpar" a comunidade do bairro Trizidela, principalmente os mais jovens, que usavam a ponte como meio de lazer, pois, já é uma tradição, principalmente das famílias ribeirinhas, onde esses mesmos jovens, usam, há anos estruturas de pontes, tanto a de concreto, como a que desabou, como meio de diversão, realizando saltos e banhando, principalmente nessa época de cheia do velho Rio Mearim. É errado? isso eu não sei dizer, e nem posso julgá-los, só posso dizer e afirmar uma coisa, todos nós, temos o livre-arbítrio, para decidirmos o que fazer ou não. Essa também não é hora de tentar culpa a comunidade, através do "#ficaemcasa" pois, uma fatalidade, pode sim, ocorrer, em qualquer lugar, até mesmo, tomando um copo com água, na cozinha de casa, mesmo as possibilidades sendo raras nesse sentido, porém, tudo pode acontecer. Aqui me solidarizo com a família de Paulo Henrique, e espero que Deus conforte seus corações enlutados.


Redação/Vanilson Rabelo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do editor do Blog do Vanilson Rabelo. Ficando responsabilizado (a), quem o escreveu.