quarta-feira, 27 de janeiro de 2021

Deputado Wellington oficia Flávio Dino para que explique os motivos que levaram ao fechamento de mais de 700 leitos de Covid-19...


Na manhã desta quarta-feira (27), o deputado estadual Wellington do Curso oficiou o Governo do estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), para que esclarecesse os motivos que levaram ao fechamento de leitos destinados aos pacientes com coronavírus. Avaliando-se os Boletins liberados pela SES, em junho de 2020, o Maranhão contava com 1.305 leitos; agora, em janeiro de 2021, a população tem apenas 569 leitos à disposição.


Ao justificar o pedido de esclarecimentos, o deputado Wellington lamentou que a transparência esteja em falta na gestão Flávio Dino e relembrou o caso dos respiradores, que até hoje não foram entregues.

A pandemia deixou bem mais evidente a falta de transparência por parte do governador Flávio Dino. Em junho de 2020, o Maranhão contava com 1.305 leitos; agora, em janeiro de 2021, a população tem apenas 569 leitos à disposição. Quais as razões disso? Não seria melhor atuar preventivamente e manter os leitos à disposição das pessoas? Oficiei para que preste os devidos esclarecimentos, e que aproveite e encaminhe as informações sobre o caso dos respiradores, que foram adquiridos por R$ 9,3 milhões e até hoje não chegaram ao Maranhão”, disse o deputado Wellington.


RELEMBRE O CASO DA COMPRA SUPERFATURADA DOS RESPIRADORES

De acordo com dados do Portal Transparência, no dia 06 de abril de 2020, o estado do Maranhão realizou uma primeira compra e fez o pagamento adiantado de aproximadamente R$ 4,9 milhões por 30 (trinta) respiradores que deveriam ser trazidos da China e com data prevista para entrega em 23 de abril, mas que nunca chegaram aos hospitais da rede estadual. Já no dia 04 de maio de 2020, o Governo do estado realizou uma segunda compra no valor de R$ 8.743.680 por 40 (quarenta) respiradores e efetuou o pagamento antecipado de 50% no valor de R$ 4.371.840,00. Somente após denúncia do deputado Wellington, essa última aquisição foi cancelada, mas ainda implicou em prejuízo de cerca de R$ 700 mil ao Maranhão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do editor do Blog do Vanilson Rabelo. Ficando responsabilizado (a), quem o escreveu.