domingo, 15 de julho de 2018

PLANTÃO 190: Homem é morto à facada na Vila Pedro Brito em Bacabal; vísceras ficaram expostas devido à gravidade do ferimento.


O crime de homicídio foi registrado por volta das 17h deste domingo (15), na Rua Alto Brasil, Vila Pedro Brito em Bacabal.

A vítima foi identificada como Haroldo Barbosa do Reis de 26 anos de idade, conhecido como “Lourão”. 

De acordo com as informações preliminares as quais a nossa reportagem teve acesso, o suspeito de cometer o assassinato é um homem conhecido como “Toinho”, morador do bairro Setúbal.

A qualquer momento traremos mais informações sobre esse caso...

Redação/Vanilson Rabelo.

4 comentários:

  1. Bacabal está faltando um comandante como o coronel Egídio e um delegado como Carlos Alessandro,os dois era operacional eles não ficava escondido dentro de um gabinete.

    ResponderExcluir
  2. Tudo isso devido às drogas. Em São Luís Gonzaga, não diferente das outras cidades, acredito eu, as autoridades policiais tem conhecimento dos principais pontos de venda de drogas do município, porém, nada fazem. A população vê perplexa a tamanha ousadia dos vagabundos, com consumo, venda, tudo as vistas da população. Daí a pergunta, se a própria população toma conhecimento, por quê as autoridades policiais, incumbidas do dever legal de repressão a esses crimes, não tomam providências? São Luís Gonzaga é uma cidade pequena, tenho a plena certeza, que os policiais, tanto civis como militares, conhecem as bocas de fumo da cidade. Venho com tristeza muitos se perdendo nas drogas. Então, que as autoridades comecem a fazer diligências no sentido de coibir essa venda de drogas em nossa cidade, pois já está passando do limite isso. Cadê os cb. Rogério e Gracilio, valentões da cidade, que nada fazem, talvez, sejam até os principais consumidores, se duvidar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São Luís Gonzaga está perdida com esses policiais, um bando de corruptos e despreparados.

      Excluir
  3. Infelizmente o crescimento do tráfico de drogas também tem haver com policiais e delegados corruptos.

    ResponderExcluir